Perguntas e respostas sobre encontros vocálicos

 

Saúde é um ditongo, tritongo ou hiato?

A palavra “saúde” é um exemplo de hiato. O hiato ocorre quando uma palavra tem duas vogais, uma ao lado da outra, mas quando fazemos a separação de sílabas, elas ficam em sílabas diferentes, porque são pronunciadas em dois impulsos (sa-ú) e não em um (saú).

Queijo é um ditongo, tritongo ou hiato?

A palavra “queijo” é um exemplo de ditongo. O ditongo ocorre quando uma palavra tem uma vogal e uma semivogal, uma ao lado da outra, na mesma sílaba. Isso quer dizer que quando fazemos a separação de sílabas, a vogal e a semivogal ficam juntas, sendo pronunciadas num único impulso.

Em “queijo”, o encontro da vogal “e” com a semivogal “i”, que formam o som /ei/ na mesma sílaba (quei-jo), é um ditongo.

Dia é um ditongo, tritongo ou hiato?

A palavra “dia” é um exemplo de hiato. O hiato ocorre quando uma palavra tem duas vogais, uma ao lado da outra, mas quando fazemos a separação de sílabas, elas ficam em sílabas diferentes, porque são pronunciadas em dois impulsos (di-a) e não em um (dia).

Caixote é um ditongo, tritongo ou hiato?

A palavra “caixote” é um exemplo de ditongo. O ditongo ocorre quando uma palavra tem uma vogal e uma semivogal, uma ao lado da outra, na mesma sílaba. Isso quer dizer que quando fazemos a separação de sílabas, a vogal e a semivogal ficam juntas, sendo pronunciadas num único impulso.

Em “caixote”, o encontro da vogal “a” com a semivogal “i”, que formam o som /ai/ na mesma sílaba (cai-xo-te), é um ditongo.

Pneu é um ditongo, tritongo ou hiato?

A palavra “pneu” é um exemplo de ditongo. O ditongo ocorre quando uma palavra tem uma vogal e uma semivogal, uma ao lado da outra, na mesma sílaba. Isso quer dizer que quando fazemos a separação de sílabas, a vogal e a semivogal ficam juntas, sendo pronunciadas num único impulso.

Em “pneu”, o encontro da vogal “e” com a semivogal “u”, que formam o som /eu/ na mesma sílaba (pneu), é um ditongo.

Água é um ditongo, tritongo ou hiato?

A palavra “água” é um exemplo de ditongo. O ditongo ocorre quando uma palavra tem uma vogal e uma semivogal, uma ao lado da outra, na mesma sílaba. Isso quer dizer que quando fazemos a separação de sílabas, a vogal e a semivogal ficam juntas, sendo pronunciadas num único impulso.

Em “água”, o encontro da semivogal “u” com a vogal “a”, que formam o som /ua/ na mesma sílaba (á-gua), é um ditongo.

Cadeira é um ditongo, tritongo ou hiato?

A palavra “cadeira” é um exemplo de ditongo. O ditongo ocorre quando uma palavra tem uma vogal e uma semivogal, uma ao lado da outra, na mesma sílaba. Isso quer dizer que quando fazemos a separação de sílabas, a vogal e a semivogal ficam juntas, sendo pronunciadas num único impulso.

Em “cadeira”, o encontro da vogal “e” com a vogal “i”, que formam o som /ei/ na mesma sílaba (ca-dei-ra), é um ditongo.

Saída é um ditongo, tritongo ou hiato?

A palavra “saída” é um exemplo de hiato. O hiato ocorre quando uma palavra tem duas vogais, uma ao lado da outra, mas quando fazemos a separação de sílabas, elas ficam em sílabas diferentes, porque são pronunciadas em dois impulsos (sa-í) e não em um (saí).

Relógio é um ditongo, tritongo ou hiato?

A palavra “relógio” é um exemplo de hiato. O hiato ocorre quando uma palavra tem duas vogais, uma ao lado da outra, mas quando fazemos a separação de sílabas, elas ficam em sílabas diferentes, porque são pronunciadas em dois impulsos (gi-o) e não em um (gio).

A separação de sílabas da palavra “relógio” é re-ló-gi-o.

Como se classificam os ditongos?

Os ditongos podem ser classificados em orais ou nasais, crescentes ou decrescentes.

Ditongos Orais: são aqueles em que, na sua pronúncia, a passagem de ar é feita apenas pela boca. Exemplos: “ai”, “ei”, “oi”, “ui”, “eu”.

Ditongos Nasais: são aqueles em que, na sua pronúncia, a passagem de ar é feita pela boca e pelo nariz. Exemplos: “ãe”, “õe”, “ãi”, “ão”.

Ditongo Crescente: ocorre quando a semivogal vem antes da vogal. Exemplo: á-gua.

Ditongo Decrescente: ocorre quando a semivogal vem depois da vogal. Exemplo: lei-tu-ra.

O que é um ditongo crescente e decrescente?

Um ditongo crescente ocorre quando a semivogal vem antes da vogal, na mesma sílaba. Por exemplo, na palavra “á-gua“, a semivogal “u” está antes da vogal “a” e é pronunciada primeiro, formando um ditongo crescente.

Por outro lado, um ditongo decrescente ocorre quando a semivogal está depois da vogal, na mesma sílaba. Nesse caso, a semivogal é pronunciada depois da vogal. Por exemplo, na palavra “lei-tu-ra”, a vogal “e” é pronunciada antes da semivogal “i”, formando um ditongo decrescente.

O que é ditongo oral e ditongo nasal?

Um ditongo oral ocorre quando, na sua pronúncia, a passagem de ar é feita apenas pela boca. Exemplos de ditongos orais são “ai”, “ei”, “oi”, “ui”, “eu”.

Já um ditongo nasal ocorre quando, na sua pronúncia, a passagem de ar é feita pela boca e pelo nariz. Exemplos de ditongos nasais são “ãe”, “õe”, “ãi”, “ão”.

Uma palavra pode ter mais de um encontro vocálico?

É raro, mas uma palavra pode ter mais de um encontro vocálico. A palavra “quinquênio”, por exemplo, contém dois ditongos e um hiato: quin-q-ni-o.

Os ditongos da palavra “quinquênio” estão nas sílabas quin- e q-. Lembrando que ditongo é o encontro de duas vogais na mesma sílaba.

O hiato da palavra “quinquênio” está nas sílabas ni– e –o. Lembrando que hiato é o encontro de duas vogais em sílabas diferentes.

O que é um encontro consonantal?

Encontro consonantal é o encontro de consoantes juntas na mesma palavra, sem vogais sem entre elas. Exemplos:

  • cli-en-te
  • trei-no
  • plu-ma
  • glú-ten
  • psi-co-lo-gi-a

Os encontros vocálicos podem ocorrer:

na mesma sílaba (neste caso são inseparáveis), por exemplo, as palavras “clima” (cli-ma) e “represa” (re-pre-sa);

em sílabas diferentes (neste caso são separáveis), por exemplo, as palavras “corrupção” (cor-rupção) e “obstáculo” (obstá-cu-lo).

É importante lembrar que encontro consonantal e dígrafo são diferentes. No encontro consonantal, cada consoante representa um fonema diferente, enquanto no dígrafo, cada grupo de letras representa apenas um fonema. Por exemplo, a palavra “chapéu” contém um dígrafo (ch), porque o ch representam o fonema x.

 

Sobre o Autor