O que é a ensino socioemocional?

conheça os seus principais pilares!

O que é a ensino socioemocional?. O ensino socioemocional é cada vez mais valorizada nas escolas uma vez que uma abordagem fundamental para o desenvolvimento integral dos estudantes.

Por meio dela os alunos aprendem a ter mais autoconhecimento, empatia, colaboração, informação eficiente e solução de conflitos, que são cruciais para o sucesso pessoal e profissional.

Um estudo realizado pela Universidade de Illinois mostrou que os estudantes que participaram de um programa de ensino socioemocional tiveram um aumento significativo no desempenho acadêmico.

Outrossim, outro estudo, orientado pela Universidade de Columbia, apontou que a ensino socioemocional também tem impacto positivo na saúde mental dos estudantes.

Enfim, aqueles que participaram do programa apresentaram redução nos níveis de sofreguidão, depressão e estresse.

Esses estudos comprovam a influência da ensino socioemocional para a formação de indivíduos mais completos e para a construção de uma sociedade mais equilibrada.

E neste cláusula vamos mostrar um pouco mais a fundo o que é a ensino socioemocional e uma vez que você pode aplicá-la na sua escola. Boa leitura!

O que é a ensino socioemocional?

A ensino socioemocional é uma abordagem que procura desenvolver as competências emocionais dos estudantes, além das habilidades cognitivas tradicionais. 

Isso significa que, além de aprender conteúdos acadêmicos, eles são estimulados a desenvolver a empatia, resiliência, autocontrole, informação, colaboração e liderança.

A teoria é que a ensino não se restrinja somente à transmissão de conhecimentos acadêmicos, mas que também ajude a formar indivíduos mais completos, capazes de mourejar com suas emoções.

Outrossim, ela ensina eles a se relacionar muito com os outros, trabalhar em equipe, resolver conflitos de forma pacífica, ter autoconhecimento, dentre outras competências importantes para a vida em sociedade.

Por isso, ela é considerada fundamental para a formação de cidadãos mais conscientes e para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e equilibrada.

Vale indicar que essa abordagem pode ser aplicada em diferentes níveis de ensino, desde a ensino infantil até o ensino superior, e pode ser trabalhada em conjunto com outras metodologias pedagógicas.

É importante esclarecer que no Brasil, os aspectos da ensino socioemocional são considerados em todas as competências da Base Vernáculo Generalidade Curricular (BNCC), o que quer proferir que esse é um tema obrigatório no currículo escolar.

Leia também:

Quais são os pilares da ensino socioemocional?

A ensino socioemocional é ancorada em alguns pilares que a sustentam, sendo os principais deles:

  • autoconhecimento: compreensão de si mesmo, identificação de emoções, pensamentos e comportamentos;
  • autogerenciamento: habilidade de regular emoções e comportamentos, gerenciar estresse, estabelecer metas e tomar decisões;
  • empatia: compreensão e saudação pelos sentimentos e perspectivas dos outros;
  • habilidades sociais: capacidade de se falar efetivamente, trabalhar em equipe, resolver conflitos e tomar decisões de forma colaborativa;
  • responsabilidade social: tino de responsabilidade com a comunidade e com o mundo em universal, engajando-se em ações sociais e cívicas.

É primordial ressaltar, no entanto, que essas competências não são exclusivas da ensino socioemocional, mas são complementares aos conteúdos acadêmicos tradicionais, e devem ser trabalhadas de forma integrada com outras metodologias pedagógicas.

O que são competências socioemocionais?

As competências socioemocionais são um conjunto de habilidades que envolvem a capacidade de compreender, expressar e gerenciar emoções, muito uma vez que estabelecer relacionamentos positivos e saudáveis com outras pessoas.

Elas são considerar cruciais para o desenvolvimento humano e para a construção de uma sociedade melhor. Uma vez que mostramos anteriormente, essas competências incluem empatia, habilidades sociais, dentre outros.

E o seu desenvolvimento é considerar fundamental para a formação de cidadãos mais conscientes, assim uma vez que para o fortalecimento das relações interpessoais.

Por essa razão, tais habilidades podem ser trabalhar em diferentes contextos, incluindo a escola, a família e o trabalho, e são importantes em todas as fases da vida.

Quais são as atividades socioemocionais?

Para que assim se desenvolver as competências citadas supra, é necessário a realização de algumas atividades, incluindo:

  • jogos cooperativos: estimulam a colaboração e a informação entre os participantes, uma vez que jogos de tabuleiro em que os jogadores precisam trabalhar juntos para depreender um objetivo generalidade;
  • rodas de conversa: momentos em que os estudantes compartilham suas experiências, emoções e perspectivas, estimulando a empatia, a escuta ativa e o saudação pelas diferenças;
  • atividades de mindfulness: práticas que estimulam a atenção plena e o autocontrole, uma vez que exercícios de respiração, reflexão e yoga;
  • exercícios de frase emocional: atividades que incentivam os estudantes a expressar suas emoções de forma saudável e a compreender as emoções dos outros, uma vez que desenhos, cartas ou diários;
  • dinâmicas de grupo: tarefas que incentivam o trabalho em equipe e a solução colaborativa de problemas, uma vez que jogos de simulação em grupo ou atividades que envolvem a construção conjunta de um projeto.

Essas são somente algumas sugestões, e é importante ressaltar que elas deve  se  adaptar de conformidade com a filete etária dos estudantes e as características do grupo.

Elas precisam se integrar ao currículo escolar, e os professores têm que seguir sistematicamente o desenvolvimento dos estudantes.

Uma vez que impor a ensino socioemocional?

A emprego da ensino socioemocional pode ser feita de diferentes formas, dependendo do contexto em que está sendo trabalhada. Inferior vamos mostrar algumas sugestões.

Integração ao currículo escolar

Uma das formas mais comuns de sua emprego é a sua integração ao currículo escolar. Através da inclusão de conteúdos que estimulem o desenvolvimento das competências em diferentes disciplinas, muito uma vez que da realização de atividades específicas que trabalhem essas habilidades.

Formação de professores

Para que a ensino socioemocional seja efetiva, é importante que os professores estejam capacitados para trabalhar essas competências com os estudantes.

Em suma, é fundamental investir em formação   para eles, capacitando-os para a emprego desse concepção em sala de lição.

Parcerias com a comunidade

É válido estabelecer parcerias com a comunidade, uma vez que organizações não-governamentais.

Incentivo à participação dos pais

A participação dos pais é primordial para o sucesso da ensino socioemocional. Eles precisam estar informados sobre a emprego a se participar de atividades que estimulem o desenvolvimento dos seus filhos.

Séquito sistemático

Por termo, é necessário que o desenvolvimento das competências socioemocionais.

Esse comitiva deve se  fezer em conjunto com a estudo dos resultados acadêmicos, garantindo uma formação completa e equilibrada dos alunos.

Uma vez que podemos ver nesse post, a ensino socioemocional é importante para a formação dos alunos. E se você quiser aplicá-la na sua escola, entre em contato com a Safetec Educação e saiba mais.

 

Tags:

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário