O que é a disciplina positiva?

o que é + principais pilares

O que é a disciplina positiva?. Você já ouviu falar sobre disciplina positiva? Essa é uma abordagem educacional que tem ganhado cada vez mais adeptos por todo o mundo, principalmente por promover um ambiente de aprendizado mais saudável, respeitoso e amoroso entre pais e filhos.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Ipsos, 65% dos pais afirmaram que a pandemia de COVID-19 afetou negativamente o comportamento de seus filhos.

Por conta disso, cresceu o número de adeptos da disciplina positiva. Afinal, ela tem como objetivo ajudar os pais a ensinarem habilidades importantes para as crianças, como resolução de conflitos, autorregulação emocional, empatia e comunicação efetiva.

Essa abordagem é baseada em estudos científicos sobre o comportamento humano e o desenvolvimento infantil, e tem suas raízes em pesquisas realizadas por psicólogos como Alfred Adler e Rudolf Dreikurs.

Quer saber mais sobre a disciplina positiva? Continue lendo para descobrir seus pilares e vantagens, além de como aplicá-la em sua rotina familiar.

O que é a disciplina positiva?

A disciplina positiva é uma abordagem educacional que tem por finalidade ajudar os pais a ensinarem habilidades importantes para as crianças. Ela enfatiza a necessidade do relacionamento entre pais e filhos, e como isso influencia no comportamento infantil. 

De modo geral, ela busca encorajar o comportamento positivo em crianças e adolescentes, em vez de punir os negativos. Assim sendo, ao invés de criar um ambiente hostil, com medo e tensão, ela promove um clima de segurança, amor e confiança.

Alguns dos principais pilares incluem a conexão, o respeito mútuo, a comunicação efetiva, a responsabilidade e autodisciplina, e a solução de problemas e cooperação.

Ao aplicar esse conceito em casa, os pais ajudam seus filhos a desenvolverem habilidades importantes para a vida adulta, além de promover um ambiente mais harmônico.

Como surgiu a disciplina positiva?

A disciplina positiva tem suas raízes em pesquisas realizadas por psicólogos como Alfred Adler e Rudolf Dreikurs no início do século XX. Adler, em particular, desenvolveu a teoria da psicologia individual, que postula que a busca por significado e conexão social são as principais motivações por trás do comportamento humano.

Ele acreditava que a falta de conexão social e de propósito poderia levar ao desenvolvimento de comportamentos inadequados. Essa ideia influenciou diretamente a teoria de Dreikurs sobre a dinâmica da família e a educação infantil.

Nesse sentido, Dreikurs afirmou que a disciplina positiva era a melhor maneira de contribuir para que as crianças encontrassem significado e propósito em suas vidas, além de ajudá-las a desenvolverem habilidades importantes para a fase adulta.

A disciplina positiva como é conhecida atualmente ganhou força nos anos 1980, quando Jane Nelsen, uma psicóloga americana, fundou o Positive Discipline Association.

A associação é uma organização sem fins lucrativos que promove a disciplina positiva como uma abordagem educacional para pais, professores e outros cuidadores.

Desde então, esse conceito tem sido cada vez mais adotado em todo o mundo como uma alternativa mais saudável à disciplina punitiva tradicional. Inclusive, ela tem sido apoiada por diversas organizações internacionais, como a UNICEF e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Quais são as vantagens da disciplina positiva?

Existem uma série de benefícios tanto para as crianças quanto para os pais. Em primeiro lugar, ela ajuda a desenvolver uma relação mais forte e afetiva. Pois, ao invés de criar um ambiente hostil, ela promove um clima mais harmônico.

Além disso, ela ajuda as crianças a desenvolverem habilidades importantes, como a resolução de conflitos, a empatia, a autorregulação emocional e a comunicação efetiva.  Tais habilidades são essenciais para o sucesso na fase adulta.

Isso sem dizer que a disciplina positiva ajuda as crianças a entenderem as expectativas dos pais de uma maneira construtiva, levando-as a um comportamento mais cooperativo, evitando assim brigas e conflitos em casa.

Leia também:

Quais são os pilares da disciplina positiva?

Existem cinco pilares da disciplina positiva que ajudam a promover um ambiente de aprendizado saudável e respeitoso.

1. Conexão

O primeiro pilar é a conexão que enfatiza a importância do relacionamento entre pais e filhos, e como isso influencia no comportamento das crianças. Quando elas se sentem amadas e conectadas com seus pais, tendem a se comportar melhor e a serem mais cooperativas.

2. Respeito mútuo

O segundo pilar é o respeito mútuo que compreende ensinar os filhos a respeitarem seus pais, e também ajudá-los a respeitarem as necessidades e desejos das crianças. Quando os pais e filhos se respeitam mutuamente, há menos conflitos em casa.

3. Comunicação efetiva

O terceiro pilar é a comunicação efetiva que ensina os pais a se comunicarem de forma clara e respeitosa com seus filhos, e ajuda as crianças a aprenderem a se expressar de maneira assertiva. Quando há uma comunicação aberta e honesta, é mais fácil resolver conflitos e problemas.

4. Responsabilidade e autodisciplina

O quarto pilar é a responsabilidade e autodisciplina. Pois, por meio desse conceito as crianças desenvolvem essas habilidades, ao invés de simplesmente serem punidas por seus erros.

Isso significa que elas aprendem a se responsabilizar por suas ações e a tomar decisões melhores, o que as ajuda a se tornarem mais independentes e confiantes.

5. Solução de problemas e cooperação

Por fim, o quinto pilar é a solução de problemas e cooperação. As crianças aprendem a resolver problemas de forma colaborativa, desenvolvendo habilidades sociais importantes, como empatia e cooperação.

Quando elas trabalham juntas e encontram soluções criativas para os problemas, se tornam mais resilientes e confiantes.

Como aplicar a disciplina positiva?

Vimos até aqui como a disciplina positiva é importante. E ela pode ser aplicada em todas as faixas etárias, desde bebês até adolescentes. No entanto, é importante seguir algumas dicas:

  • foco no comportamento positivo: em vez de punir as crianças pelos seus erros, é importante focar no comportamento positivo e elogiá-las quando elas agirem de forma correta;
  • ser consistente: é crucial ser consistente na disciplina, estabelecendo regras claras e aplicando as consequências quando elas são quebradas;
  • ser um modelo positivo: os pais devem ser um modelo positivo para seus filhos, agindo de forma respeitosa, amorosa e cooperativa;
  • dar escolhas: dar escolhas às crianças ajuda a desenvolver sua responsabilidade e autonomia, além de evitar conflitos desnecessários;
  • comunicar-se de forma efetiva: a comunicação efetiva é fundamental para aplicar a disciplina positiva, pois ajuda a evitar mal-entendidos e a promover um ambiente de confiança e respeito mútuo.

De modo geral, a disciplina positiva é essencial para criar um ambiente bem mais harmonioso em casa. E se você gostou deste artigo, visite nosso blog e descubra outros temas ligados à educação.

E se você precisa incorporar a tecnologia na sua escola, entre no nosso site e veja como nós podemos te ajudar nessa empreitada.

 

Tags:

Sobre o Autor