Aprendizagem baseada em problemas: qual sua importância?

Aprendizagem baseada em problemas: qual sua importância?

A Aprendizagem Baseada em Problemas é uma abordagem de ensino que tem ganhado destaque nos últimos anos, devido à sua eficácia no desenvolvimento de habilidades e competências importantes para o sucesso acadêmico e profissional.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Center for Education Statistics (NCES), mais de 70% das instituições de ensino superior nos Estados Unidos utilizam a ABP em algum nível, o que demonstra a popularidade dessa metodologia. Além disso;

Além disso, um estudo publicado na revista científica “Medical Teacher” mostrou que os alunos que participaram de um programa de ABP em medicina apresentaram maior retenção de informações e maior motivação na aprendizagem em comparação com os que participaram de um programa de ensino tradicional.

Isso evidencia a popularidade do tema que passou a ganhar força no Brasil. E neste artigo vamos mostrar mais profundamente como ele está sendo aplicado. Boa leitura!

O que é aprendizagem baseada em problemas?

A aprendizagem baseada em problemas (ABP) é uma abordagem de ensino que coloca o aluno no centro do processo de aprendizagem. Em vez de simplesmente memorizar fatos ou conceitos, ela encoraja os estudantes a resolver problemas e desafios do mundo real.

Na ABP, os alunos são apresentados a um problema ou desafio que deve ser resolvido. Para isso, eles trabalham em grupos ou individualmente para encontrar uma solução. Além disso;

Durante a resolução do problema, eles são orientados pelo professor ou tutor, que os auxiliam na pesquisa, análise e reflexão sobre o caso e suas possíveis soluções.

O objetivo é desenvolver habilidades e competências importantes na vida cotidiana e no mercado de trabalho, como a criatividade, o pensamento crítico, a resolução de problemas, a colaboração e a comunicação. Além disso;

Como surgiu a metodologia PBL?

A Aprendizagem Baseada em Problemas, também chamada de metodologia PBL (Problem-Based Learning) foi desenvolvida na década de 1960 na Universidade de McMaster, no Canadá. Além disso;

Ela foi   uma resposta à insatisfação dos professores com o modelo de ensino tradicional, que se concentrava na memorização de fatos e informações sem contexto real ou aplicação prática.

Ela  baseou-se na formulação dos conceitos do psicólogo americano Jerome Seymour Bruner e do filósofo John Dewey. Além disso;

Bruner era um defensor de que a educação colocasse os estudantes em contato com os problemas reais para incentivar a discussão de temas e buscar soluções para eles.

Já Dewey defendia a ideia de que a educação tinha que ter base na reconstrução da experiência, e que o contato com a realidade proporcionaria o crescimento e motivação para a aprendizagem.

A ABP se tornou popular nos anos 1970 e 1980, especialmente em escolas de medicina. A partir dos anos 1990, ela começou a se  aplicar em outras áreas de conhecimento, incluindo engenharia, negócios, ciências sociais e humanas. Além disso;

No Brasil, começou  se a adotar na década de 1990, na Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA) e na Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Desde então, ela tem se expandido para outras áreas, como engenharia, arquitetura, direito, administração e educação.

Leia também:

Quais são os benefícios dessa metodologia?

A Aprendizagem Baseada em Problemas oferece uma série de benefícios para os alunos. Abaixo vamos listar os principais deles.

Desenvolvimento de habilidades e competências relevantes para o mundo real

Um dos maiores benefícios dessa metodologia é que ela enfatiza a resolução de problemas do mundo real, incentivando os alunos a desenvolver habilidades relevantes para sua futura vida profissional e cotidiana.

Dentre as competências que são desenvolvidas podemos citar o pensamento crítico, resolução de problemas, colaboração e comunicação que ajudam o profissional a se sobressair no mercado de trabalho. Além disso;

Maior engajamento e motivação

Outro ponto interessante é que a metodologia envolve os alunos em um processo de aprendizagem ativo e participativo, aumentando o engajamento e motivação na aprendizagem.

Isso quer dizer que eles ficam mais motivados a apresentar resultados em grupos e até mesmo a resolver problemas, por mais difíceis que pareçam.

Aprendizagem autodirigida

A ABP também incentiva os alunos a serem responsáveis por sua própria aprendizagem, permitindo que escolham as melhores estratégias para resolver problemas e desafios.

Vale destacar que ela enfatiza a aprendizagem significativa, levando a uma melhor compreensão e retenção de informações.

Desenvolvimento de habilidades sociais e emocionais

Além disso, a aprendizagem baseada em problemas incentiva os alunos a trabalharem em grupo, ajudando-os a desenvolver habilidades sociais e emocionais, como empatia, colaboração e liderança.

Como consequência eles se preparam para as exigências do mercado de trabalho, que muitas vezes requer habilidades de resolução de problemas e pensamento crítico.

Quais são os pilares da metodologia?

A metodologia tem por sustentação alguns pilares importantes que a fazem ter bastante sucesso e chamar a atenção de educadores em todo mundo. Dentre eles estão: 

  • aprendizagem centrada no aluno: na ABP,  colocar o aluno no centro do processo, sendo ele responsável por sua própria aprendizagem. Além disso;
  • problemas autênticos: os problemas  são autênticos e relevantes para o contexto de aprendizagem, e podem ter origem de situações reais, ou criados especificamente para a finalidade do ensino em questão. Além disso;
  • aprendizagem colaborativa: a metodologia enfatiza a colaboração em grupo, o que significa que os alunos trabalham juntos para resolver problemas, compartilhando ideias, habilidades e conhecimentos. Além disso;
  • reflexão crítica: incentiva a reflexão crítica sobre o processo de aprendizagem e a solução de problemas, encorajando os estudantes a refletir sobre o que aprenderam, como aprenderam e como podem aplicar seu conhecimento em situações futuras. Além disso;
  • tutoria: os professores desempenham um papel fundamental no processo de aprendizagem, fornecendo orientação e feedback aos alunos durante todo o processo.

Esses pilares são essenciais para o sucesso da ABP como uma metodologia de ensino eficaz e inovadora que ajuda a desenvolver habilidades e competências acadêmicas e profissionais.

Como a aprendizagem baseada em problemas funciona na prática?

Nessa metodologia, os alunos são apresentados a um problema ou desafio que deve ser resolvido. Vale dizer que isso ocorre no início do processo de aprendizagem, encorajar a trabalhar em grupos ou individualmente para encontrar uma solução.

Além disso. Durante o processo de resolução do problema, o tutor ou professor orientam-lhes. Que os ajuda a identificar as informações relevantes, definir objetivos, propor soluções e avaliar os resultados.

Para isso, os alunos realizam pesquisas independentes, discutem ideias e colaboram com os colegas para desenvolver soluções para o problema apresentado.

Como a ABP enfatiza a aprendizagem autodirigida, os alunos são responsáveis por sua própria aprendizagem e devem identificar suas próprias necessidades.

Além do mais, são incentivar  e refletir criticamente sobre seu próprio processo de aprendizagem. Identificando pontos fortes e fracos e pensando em maneiras de se melhorar.

De modo geral, a ABP é uma abordagem de ensino flexível. Que pode ser adaptar para diferentes áreas de conhecimento e formatos de ensino, incluindo cursos presenciais e on-line.

Por fim,

Além do mais. E se você quer aplicar esse conceito na sua escola, entre em contato com a Safetec Educação. Nós ajudamos você a oferecer uma educação de ensino inovadora e eficaz.

Tags:

Sobre o Autor