10 danças nordestinas para aprender sobre a cultura popular

danças nordestinas plano de aula

10 danças nordestinas para aprender sobre a cultura popular. Arte-educadora, fotógrafa e artista visual. O nordeste brasílico é divulgado por sua variedade e riqueza cultural. Assim, as danças presentes nessa região são variadas e fazem secção da tradição e do folclore do país.

Formadas por um caldeirão cultural, essas danças normalmente integram manifestações populares mais amplas, com influência dos povos indígenas e africanos, assim uma vez que dos portugueses.

10 danças nordestinas

1. Maracatu

Essa é uma revelação do folclore brasílico onde a dança e música estão presentes. Surgida em Pernambuco no século XVIII durante o período colonial, tem influência africana, portuguesa e indígena.

As danças são elaboradas e as pessoas vestem figurinos coloridos e extravagantes. Ou por outra, há grande apelo religioso, sobretudo de religiões de matriz africana, tendo semelhança com o candomblé.

Na apresentação há ainda uma namoro simbólica relacionada com a coroação dos reis do Congo.

2. Bumba meu boi – 10 danças nordestinas

O Bumba meu boi é uma sarau surgida nas regiões setentrião e nordeste do Brasil, sendo mais popular no Maranhão.

Essa revelação cultural tem origem na história de um par de trabalhadores negros, Mãe Catirina e Pai Francisco. Além disso. Segunda conta a mito, Catirina estava pejada e queria consumir a língua do boi do patrão. Assim, seu marido tenta fazer sua vontade e mata o boi, que mais tarde é ressuscitado.

Dessa forma, a sarau engloba música, dança e encenação, e se tornou Patrimônio Cultural do Brasil em 2012.

3. Frevo

Dança folclórica típica do estado de Pernambuco, o frevo ganhou o Brasil e hoje é considerado Patrimônio Cultural do país. Com origem no século XIX, essa dança provém da hostilidade e perseguição do governo na figura de bandas militares por negros libertos.

A dança é frenética, em ritmo rápido e com movimentos acelerados, trazendo elementos de outras manifestações uma vez que a capoeira. Além disso. As vestimentas são muito coloridas e os passistas usam pequenas sombrinhas.

A dança acontece ao som de músicas feitas com instrumentos de sopro.

4. Cacuriá

O cacuriá é uma dança do Maranhão relativamente novidade que se realiza na Sarau do Divino Espírito Santo.

A dança traz elementos sensuais e se assemelha ao maxixe e ao carimbó, com movimentos circulares dos quadris, sendo dançada em pares.

5. Cavalo Marítimo

Cavalo Marítimo é uma sarau popular típica de Pernambuco e da Paraíba. Além disso. A solenidade é contente e traz música, dança, trova e coreografias, reunindo personagens vestidos com roupas coloridas e trajando máscaras, fitas e espelhos. Além disso. A dança em si traz movimentos rápidos e dinâmicos, com muita improvisação e jogo entre os participantes.

Os participantes geralmente são trabalhadores e trabalhadoras da Zona da Mata, região canavieira, sendo as apresentações realizadas nos engenhos, na rua, em festas de santos padroeiros.

São muro de 8 horas de galhofa, sem intervalos, onde ocorre uma encenação muito humorada e há homenagem aos Santos Reis.

6. Coco de Roda

A dança e a música Coco surgiu a partir das quebradeiras de coco do Maranhão durante o trabalho de buscar o fruto na mata e quebrá-lo.

A dança é principalmente com movimentos rápidos dos pés batendo no pavimento, em ritmo marcado. Além disso. É realizada em círculos, onde as pessoas às vezes carregam cocos nas mãos.

A dança e a música não ficaram restritas ao nordeste, pois com o tempo ganharam reputação por meio da música contemporânea de grupos de mangue beat uma vez que País Zumbi.

6. Peneira

A peneira do nordeste é uma revelação cultural que une dança de roda, música e trova.

Além disso. Se diferencia de outras cirandas realizadas nas demais regiões do Brasil por conta de suas particularidades estéticas e poéticas, repletas de significados que se relacionam ao mar, aos ciclos e também às brincadeiras infantis.

Na peneira de roda os brincantes celebram e se divertem, enquanto o sentimento de pertencimento se faz presente.

Lia de Itamaracá é um das maiores representantes da peneira de roda do nordeste.

8. Caboclinhos

A dança chamada caboclinhos é originária de povos indígenas do nordeste ainda no século XVI. Além disso. Hoje se manifesta através de grupos de pessoas com vestimentas que se assemelham às dos povos originários, com penas e adereços.

Ao som de pífano e flautas, elas saem na era do carnaval e fazem movimentos rápidos e com desenvoltura, uma vez que saltos, abaixando e levantando de maneira ritmada e expediente.

9. Forró

Dança típica nordestina, o forró é também um estilo músico.

Realizar se em pares,  marcar se os movimentos pelo impelir dos pés e pode ter giros e acrobacias. Além disso. A música que acompanha é com a sanfona, o triângulo e a zabumba, sendo divida em gêneros uma vez que o xote, xaxado e o baião.

A partir dos anos 2000 surgiu o forró universitário e o forró eletrônico, criticado por descaracterizar a tradição do forró pé-de-serra.

10. Reisado

O Reisado é uma dança realizada durante a Folia de Reis, sarau tradicional do nordeste do país. Além disso. Realizada entre os dias 24 de dezembro e 6 de janeiro, celebra a visitante dos 3 reis magos ao menino Jesus.

É uma sarau que mistura elementos cristãos e profanos, onde o figurino é sarapintado com fitas e os movimentos da dança a se sincronizar com a música, saltos e giros realizados em pares ou em grupos.

Gostou de conhecer 10 danças nordestinas?

Você também pode se interessar:

Por fim,

Link da fonte

Planos de Aula pronto aqui

Tags:

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário